O Hobbit: A Batalha dos Cinco Exércitos

hdfhfdOláaa! No último sábado, dia 20, eu e meu namorado fomos assistir o terceiro filme da trilogia Hobbit: A Batalha dos Cinco Exércitos.

Como eu ainda não tive a oportunidade de ler o livro, e ele já, todas as partes comparativas do post ficarão por conta dele.

EU achei o filme incrível, ainda mais comparado aos outros dois filmes da trilogia. Cheio de ação do inicio ao fim, com efeitos extraordinários e o mesmo cuidado de sempre com todos os detalhes. Na minha opinião, os filmes do Hobbit são os únicos filmes realmente em 3D, do inicio ao fim, e não apenas em uma ou duas partezinhas.

A trilogia “O Hobbit” em comparação com o livro, digamos que, é bem carente de detalhes.
A percepção de tempo no filme quase não existe, tendo em vista que em determinados lugares eles ficaram dias, que foram transformados em horas ou minutos, se mostrado corretamente, teríamos  uma imersão muito maior ao filme.

A crítica diz que o último filme é o mais rico em detalhes e o que mais segue com fidelidade a história contada no livro. É óbvio que alguém que leu o livro sempre vai achar que o filme poderia ter sido melhor, MAS, sempre tentamos sair da sala de cinema com a mentalidade de que é apenas uma adaptação, e não uma cópia 100% fiel. Tentarei ensinar meu amorzinho a enxergar o mundo das adaptações dessa forma, o que impedirá futuros desapontamentos.

 Creio que o aparecimento de Légolas e Tauriel foi algo que incrementou o filme, que deu um ar de ‘romance’, porém não era necessário. NOOOO! NO! NO! Eu sei, eu sei que Légolas e Tauriel não existem no livro, mas cara, Légolas é praticamente um rei no filme, ele é possivelmente o personagem mais BADASS da trilogia. E, digamos assim, Légolas e Tauriel não tiveram um romance, não posso dizer que gostei do romance entre o Kíli e a Tauriel (mesmo tendo sido fofo em alguns momentos), mas o que dizer sobre a Friendzone do Légolas? Melhor distração no filme todo HAHAHA.

A morte do dragão foi muito precoce, e convenhamos, quem diabos conversa com um dragão feroz cara a cara?! Ele perde um pouco de instinto animal, e ganha uma personalidade inexistente no livro, ou pelo menos oculta. (Achei o dragão muito maneirão!)

Referente a guerra, algo que me decepcionou um pouco foi o envolvimento dos Wargs, aliados dos Orcs, que é praticamente nulo. E também a falta de ação. (Confesso que isso me deixa cada vez com mais vontade de ler o livro, já que eu não tenho nem ideia do que são Wargs e achei que o filme tinha ação o suficiente. MAIS AÇÃO?)

Nota final: 

Gustavo 4

  Eu          5

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s