Review | One day (Um dia)

Vamos falar sobre o pior filme de romance que eu já assisti em toda a minha vida?

200px-One_Day_PosterSinopse: Emma (Anne Hathaway) e Dexter (Jim Sturgess) se conheceram na faculdade, em 15 de julho. Esta data serve de base para acompanhar a vida deles ao longo de 20 anos. Neste período Emma enfrenta dificuldades para ser bem sucedida na carreira, enquanto Dexter consegue sucesso fácil, tanto no trabalho quanto com as mulheres. A vida de ambos passa por várias outras pessoas, mas sempre está, de alguma forma, interligada.

Na minha opinião…

Um dia é o clássico livro de romance que virou filme. E eu já começo essa crítica deixando bem claro que eu nunca li o livro, portando tudo que vai ser dito aqui é apenas sobre o filme. Okay?

Um dia trás uma ideia muito legal, na qual eles tentaram contar a história do casal pra gente, mostrando apenas um dia por ano da vida deles, durante 2 décadas. Essa ideia poderia sim ser aproveitada pra fazer um filme incrível, envolvente e apaixonante, mas não foi o caso.

Desde o início eu achei o filme entediante e monótono, era até difícil conseguir fixar a atenção no que estava acontecendo. Outra coisa que também me deixou muito incomodada foi a palheta de cores utilizada no filme, cores frias, opacas e tristes, que automaticamente te remetem a tristeza, que mesmo sendo o que os personagens sentiram em 90% do tempo, não é algo que um filme de romance deveria transmitir para o telespectador em 90% do tempo.

AAEAAQAAAAAAAAN3AAAAJGVlN2I0ZmM2LTQ5YWYtNDE2Ni05OGQzLTFmYTE0YTI3MWY2YQ

Emma e Dexter se conhecem em 15 de julho de 1988, e depois dai, tomaram rumos completamente diferentes. Emma passou boa parte dos 20 anos que se passaram, lutando para conseguir formar uma carreira para si, vivendo um romance extremamente enjoativo com um amigo de anos, enquanto Dexter esbanjava de muito dinheiro, uma carreira de sucesso na TV, drogas e todas as mulheres que ele quisesse ter.

Eles tentam nos convencer durante todo o tempo de que os dois se amam, de que no fundo, mesmo depois de tudo, eles se amam. Mas o filme em momento algum passa qualquer fagulha de amor sequer. O filme todo é frio, sem química, sem romance, sem paixão. Frio assim como suas cores.

Sim, a vida não é sempre um mar de rosas. Sim, a ideia de demonstrar como uma pessoa conhecida ao acaso pode acabar se tornando alguém de suma importância nas nossas vidas, e como as pessoas mudam com os anos, assim como seus desejos, sonhos e amores é uma ótima ideia. Mas eles foram longe demais na dor, e não foram nem mesmo rasos na parte do amor. Acabamos o filme com um peso no coração, pena, angustia e dor, e nem um misero gostinho do que um verdadeiro romance deveria nos fazer sentir.

Mesmo a vida não sendo um mar de rosas, a gente nunca espera ao assistir um romance, mergulhar em um mar de espinhos sem fim.

Após muitas críticas positivas eu finalmente resolvi ceder a esse filme, com a expectativa de que seria incrível, e infelizmente não foi o que eu esperava!

Anúncios

Review |BAYWATCH

Olá, tudo bem com vocês? Hoje eu vim falar pra vocês sobre uma das melhores comédias que eu já assisti nos últimos tempos: BAYWATCH!

Quando eu vi esse filme em cartaz, lembro que não dei muita atenção, mesmo tendo um dos meus atores de comédia favoritos como protagonista (Dwayne Johnson), mas acabei dando uma chance e mordi a língua feio.
screen-shot-2017-04-19-at-9-32-34-am-copy.jpg

Sinopse: “O ex-atleta olímpico Matt Brody quer se juntar a uma equipe de salva-vidas de elite liderada por Mitch Buchannon. Quando as drogas e o suspeito dono de um resort ameaçam a baía, Mitch e Matt precisam colocar suas diferenças de lado e entrar em ação.”

Crítica: O filme tem um elenco INCRÍVEL, como eu já disse, o elenco conta com o ídolo supremo Dwayne Johnson, com meu crush de infância Zac Efron e com a minha crush SUPREMA Alexandra Daddario (vocês já viram essa mulher?).

Falando de fotografia, as imagens são impecáveis, a palheta de cores é a clássica de filmes praianos, que nunca deixa a desejar, e no fim das contas, quem consegue focar em detalhes negativos da fotografia quando temos em cena apenas beldades de maio e sem camisa, não é mesmo?Baywatch-elencoPra quem não sabe, BAYWATCH é uma refilmagem de uma série clássica dos anos 90, que lançou no mundo do cinema dois nomes que todo mundo conhece, Pamela Anderson David Hasselhoff. Quem nunca assistiu essa série, mas é fã de Friends, deve lembrar com certeza da clássica cena do Chandler e do Joey assistindo Baywatch apenas pra ver as meninas correndo de maio em câmera lenta hahahBaywatch-tvEu super recomendo esse filme pra todo mundo que gosta de uma boa comédia!

cuplover_arabesco

posted by Fernanda Tomás

A coleção de bolsas da Disney que vai te tirar o fôlego!

Danielle Nicole é o nome da designer que criou essa coleção INCRÍVEL de bolsas, mochilas e necessaires inspiradas nos filmes mais famosos da Disney. E essa coleção, que contém mais de 30 peças, esta levando os fãs das animações a loucura (me incluam nesse grupo, por favor).

Nessa coleção você vai encontrar bolsas em todos os modelos e formatos que você imaginar, desde bolsas no formato do rosto dos personagens, até no formato de objetos dos filmes, como a rosa, o bule e a xícara de chá de “A Bela e a Fera”. As bolsas são muito bem detalhadas, decoradas e trazem muitos apetrechos e cores brilhantes e chamativas! Pra quem se interessou, a marca americana envia para todo o mundo, e as bolsas custam de $18 a $88 dólares! Você pode encontrar essas e mais bolsas AQUI!

E ai, o que vocês acharam? Mais alguém aqui esta louca por uma dessas?

(Cliquem nas fotos para expandir!)

Dia dos Pais | Os melhores pais da televisão

Primeiramente, feliz dia dos pais a todos os pais e ‘pães‘ que estão lendo esse post!

Nessa data tão especial eu decidi trazer pra vocês um post falando dos melhores pais da televisão, ou pelo menos os meus favoritos! Vamos seguir então com a minha lista de paizões da porra!1Tio Phill – O primeiro paizão da nossa lista é o melhor pai/tio que você respeita, um dos melhores personagens do clássico Um Maluco no Pedaço, o Tio Phill. Ele sempre foi uma figura forte, firme, as vezes mal humorado, mas acima de tudo um homem com um coração gigante, que nunca media esforços quando se tratava dos seus filhos ou do tão amado sobrinho, Will.
2Danny Tanner – O pai do século. Pra quem não conhece, Danny Tanner é o paizão da família Tanner, da série Três é Demais. No enredo, após a morte da esposa, ele se encontra sozinho com quatro filhas para criar, e mesmo com todas as dificuldades ele sempre deu muito amor e carinho pras suas meninas. Um exemplo de como ser um bom pai!3Marlin – O pai que correu meio mundo atrás do seu menininho, ou peixinho, como preferirem, com certeza merece ser citado. Um dos melhores filmes infantis de todos os tempos, Procurando Nemo nos mostra como amor de pai não tem limites.4Charlie Swan – O pai que sempre me fez dizer: “Ah como eu queria que ele fosse meu pai!”. Quem me conhece sabe que minha saga favorita é e sempre foi a saga Crepúsculo, então eu já assisti nosso amado Xerife Swan sendo o paizão que ele é milhares de vezes. Desde o primeiro filme ele sempre teve MUITOS motivos para se preocupar com a nossa protagonista. Acidentes, doenças, pesadelos, más companhias, desaparecimentos, até a gravidez inesperada e a vida misteriosa que ele teve que assimilar no último filme. Eu sempre fui e sempre serei #TEAMCHARLIE!5Julius – “Quando eu era garoto não precisava de roupa especial, ter roupa já era especial.” Se você já assistiu Todo Mundo Odeia o Chris (o que todo mundo já deve ter feito), vai reconhecer essa frase e o jeitinho clichê de falar de dinheiro que apenas o pai do Chris tem. Ele sempre foi durão, mas sempre arrancou boas risadas do público e sempre fez o melhor pelos seus filhos.6Christopher Gardner – Um dos melhores e mais dramáticos filmes de um dos meus atores favoritos, Will Smith arrancou lágrimas de todos no filme A Procura da Felicidade, onde ele interpreta um pai solteiro, com a vida em ruínas, que passa por todos os perrengues possíveis para dar pro seu filho uma vida digna. Se você ainda não assistiu esse filme, hoje é o dia!7E por último, mas não menos importante, o pai mais amado da televisão mundial, e também o mais engraçado e excêntrico de todos, Homer Simpson. Apesar de todas as brincadeiras, piadas e loucuras desse paizão, lá no fundo a gente sabe que ele ama seus filhos e faria de tudo pra eles. Existem muitos episódios na série em que vimos o quanto ele abriu mão na vida para que as crianças tivessem uma vida melhor, como por exemplo o episódio em que ele volta a trabalhar na usina quando descobre que a Marge está grávida da Maggie.

Review | Para Sempre Cinderela

IMG_2794IMG_2795Lá vem a viciada em contos de fadas novamente, dessa vez, com mais um filme sobre nossa querida Cinderela, dessa vez um filme mais antigo, de 1998, com nada mais nada menos do que Drew Barrymore interpretando nossa princesa.

Esse filme começa como uma história, uma parente distante de Danielle (a Cinderela), convida os irmãos Grimm para conhecer a real história por trás do conto, a história que virou lenda, e depois conto de fadas.

Nesse filme você não vai encontrar fadas madrinhas, nem aboboras se transformando em carruagens e ratos em cavalos, nessa história tudo é real, e pela primeira vez você pode realmente testemunhar o como e o por quê do príncipe se apaixonar pela criada.

É de longe um dos melhores filmes baseados no conto de fadas que eu já assisti, um filme que te leva a amar mais intensamente ainda a história da Cinderela, ou para alguém como eu, finalmente começar a amar a história da Cinderela (confesso que nunca fui fã número 1).

Além de termos Drew Barrymore como a nossa Cinderela, ainda temos Anjelica Huston (nossa eterna Morticia, de A Família Adams) como a madrasta, Melanie Lynskey (a Rose de Two and a Half Man) como a irmã malvada que é boazinha (sim, temos isso no filme), além de muitos outros.

Se vocês estão se perguntando, vocês podem encontrar esse filme no Netflix pelo nome Para Sempre Cinderela (arrasaram na tradução).

Espero que vocês gostem!

101 Cinderelas

Ola! Tudo bem com vocês? Eu espero que sim! Quem aqui gosta das princesas da Disney? E de filmes inspirados nessas princesas?

Então, hoje, depois de horas de nostalgia relembrando tantos dos filmes que marcaram a minha infância, eu resolvi vir aqui compartilhar com vocês as mil versões diferentes de filmes baseados na nossa querida Cinderela.

Vamos lá?

cuplover_arabesco

A Cinderella story: Once Upon a Song

A_Cinderella_Story_Once_Upon_a_Song_poster

De longe um dos preferidos! Estrelando minha atriz xodó, Lucy Hale, o filme conta a história da Kate, uma órfã (que surpresa), que vive com a madrasta e seus dois filhos, Vitor (um amor de criança) e Bev (a famosa irmã malvada que faz ela de capacho).

Gail, a madrasta, faz Kate de escrava, gata borralheira, ameaçando a mandar para um orfanato e deixa-la sem fundos para a faculdade caso ela não obedeça todas as suas ordens.

Mas o diferencial desse filme, é que a Kate canta, e ela sonha em trabalhar com isso um dia. Até que ela vê a oportunidade na sua frente, e coloca uma fita demo de uma de suas músicas no meio das coisas de um produtor musical muito conceituado (o qual a madrasta esta tentando fechar parceira para Bev, que por sua vez não canta nem Jingle Bell).

Maaas obviamente temos um boy nessa história, o filho desse produtor musical, Luke, que estuda na mesma escola que a Bev e a Kate. Ele vê a Bev dublando a Kate um dia na escola e se apaixona pela essência da voz dela (da Kate né), e a Bev decide aproveitar o deslize para se passar pela Kate e roubar o boy pra ela, e a Kate coitada tem que ajudar pra não perder os fundos da facul.

Até que o Luke convida a Bev pra fazer um show, e ai a farsa toda vem a tona e as emoções ficam a flor da pele! MELHOR FILME!

cuplover_arabescoA Nova Cinderela

19872120

O filme mais clássico do que o clássico! Quem aqui não ama um filme com a Hillary Duff? Ela é uma das minhas atrizes preferidas de filmes teens, se não A PREFERIDA, mas vamos para o filme!

O filme conta a história da Sam, que vive com a madrasta, Fiona, e suas duas filhas malvadas. Além de sua vida normal de estudante de ensino médio, Sam trabalha feito uma escrava para sua madrasta, e estuda nos tempos livres para entrar na universidade de Princeton.

Até ai, sucesso! Mas um dia ela conhece seu ‘príncipe encantado’ em um app de relacionamentos (sim, desde aquela época), e eles tem conversas por horas sobre tudo, mas nunca revelam suas verdadeiras identidades um para o outro. ATÉ QUE UM DIA, após o famoso baile de mascaras da escola, ao qual ela só consegue ir com a ajuda da sua melhor amiga/fada madrinha que empresta um vestido MARA pra ela, baile no qual ela encontra o príncipe, também mascarado e dança com ele, ela descobre que seu príncipe é o jogador de futebol americano mais popular da escola, Austin Ames (Chad, meu mozão desde Gilmore Girls), e ela se desilude total e foge no meio do baile (até porque ela tem que estar em casa a meia noite e tal), deixando o que cair antes de partir? Não, não foi o sapato, até porque ela estava de tênis, mas sim seu celular.

E então Austin começa a caça pela sua princesa, dona do celular, e a Sam continua fugindo… Mas no fim tudo da certo. Como? Assistam o filme né galera!

Nossa o que é essa chamada do SBT? Chorei!

cuplover_arabescoOutro Conto da Nova Cinderela

Outro Conto da Nova CinderelaSelena Gomez dona do mundo protagonizando um filme da Cinderela SIM SENHOR!

Esse filme conta a história da Mary (Selena Gomez), que perdeu os pais durante a infância e desde então tem vivido uma vida totalmente fora dos eixos. Ela foi adotada por uma cantora de musica pop em total decadência, e ganha de brinde duas irmãs postiças. Até que um dia ela conhece o astro adolescente Joey Parker e decide que ele é a chave para uma nova vida. Até que um dia os dois se encontram em um baile de mascaras, eles dançam juntos e ele fica encantado com os movimentos da moçoila (sempre quis usar essa palavra haha), mas obviamente ela foge antes de se apresentar pra ele (o clássico meia noite), e acaba deixando para trás apenas seu celular (século 21 né galera), pelo qual ele vai ter que se virar nos 30 pra encontrar ela.

O diferencial desse filme é que ela não é uma menina comum de ensino médio, e também não canta, dessa vez ela dança, e dança MUITO.

cuplover_arabescoPor hoje é isso migos e migas, além de todos os clássicos e filmes baseados na real história da Cinderela, é claro! Esses são os 3 clássicos da infância de qualquer pessoa nascida nos anos 90. Se você ainda não viu algum deles, assiste logo que você ta vivendo essa vida errado hahah

Review | Animais Fantásticos e onde habitam

hahahaOla! Tudo bem com vocês? Eu espero que sim!

Hoje vim fazer o Review MAIS ESPERADO DO ANO, por mim pelo menos, do filme MAIS ESPERADO DO ANO, por mim também, que é nada mais nada menos do que ANIMAIS FANTÁSTICOS E ONDE HABITAM. Que pra quem não sabe é o primeiro de 5 filmes que se passam no mundo bruxo de Harry Potter, mas contaram histórias totalmente diferentes e independentes.

j0gmcpisx9kiflurgvfx

Sinopse: O excêntrico magizoologista Newt Scamander (Eddie Redmayne) chega à cidade de Nova York levando com muito zelo sua preciosa maleta, um objeto mágico onde ele carrega fantásticos animais do mundo da magia que coletou durante as suas viagens. Em meio a comunidade bruxa norte-america, que teme muito mais a exposição aos trouxas do que os ingleses, Newt precisará usar todas suas habilidades e conhecimentos para capturar uma variedade de criaturas que acabam fugindo.

Opinião: O que dizer de um filme roteirizado e dirigido pela criadora de todo esse universo bruxo? Não podia ser mais perfeito. Se eu já amava a J.K. antes desse filme, depois dele eu poderia pedi-la em casamento.

A história é de uma complexidade absurda, mexe com a sua cabeça do inicio ao fim, te faz ver como o mundo de Harry Potter por si só era pequeno, limitado e egocêntrico. Esse filme roubou meu coração desde a primeira cena, e me fez querer ficar sentada na cadeira do cinema e morar naquele sentimento pra sempre.

Dessa vez não vemos a história de um menino que só se mete em confusão e depois é recompensado por tirar todo mundo da confusão onde ele mesmo os colocou. Dessa vez vemos uma história revolucionaria, vimos um mundo mais adulto, onde qualquer ato pode tirar o mundo trouxa e bruxo dos trilhos, vimos problemas reais e somos apresentados a um mundo muito diferente e distante de Hogwarts. Estamos na América, conhecemos o estilo de vida e como funciona o mundo bruxo do outro lado do mundo, e deixamos Hogwarts e a Inglaterra no passado.

Eu me apaixonei por cada um dos personagens, por cada uma das criaturas (na verdade eu queria trazer todas pra casa como animais de estimação), me apaixonei pela fotografia, pelo figurino, pela forma como eles conseguiram colocar uma pitada de comédia aqui e ali de uma forma tão natural e gostosa, sequei minha reserva de lágrimas com as perdas, com as histórias contadas, com a história de cada personagem, com os relacionamentos criados entre os 4 protagonistas.

Esse filme abriu os meus olhos pra como o mundo bruxo pode ser explorado de formas MARAVILHOSAS, de como Harry Potter não é nem uma faísca do que o mundo bruxo pode nos proporcionar, esse filme veio pra nos mostrar que realmente podemos sim ter filmes se passando nesse universo, pra sempre, porque da mesma forma que podemos ter infinitos romances falando apenas sobre relacionamento homem/mulher, podemos ter muito mais filmes abordando centenas de milhares de histórias que se passam em cada esquina, em cada cidade, em cada época, do mundo bruxo.

Já falei demais, já me empolguei demais, e só queria dizer pra você que ainda não assistiu: TA PERDENDO TEMPO!