Review | Santa Clarita Diet

kOlá, tudo bem com vocês? Semana passada uma nova série do Netflix VIRALIZOU entre os seriadores do mundo todo (e qual série do netflix não esta viralizando ultimamente não é mesmo?), e essa se chama Santa Clarita Diet. A série é protagonizada pela minha atriz preferida de todo os tempos, vulgo Drew Barrymore e por um ator que eu nunca ouvi falar na vida, mas já me apaixonei desde o primeiro episódio, chamado Timothy Olyphant. Primeiramente imaginem a Drew Barrymore em um seriado, vários episódios, ou seja, muita Drew Barrymore, ai já temos motivos o suficiente pra amar essa série, mas vamos pra parte que interessa…

santa-clarita-dietSinopse: Sheila (Drew Barrymore) e Joel (Timothy Olyphant) são dois corretores de imóveis que compartilham muito mais do que a mesma profissão. Casados e com uma filha adolescente, eles estão descontentes com a vida que levam em Santa Clarita, no subúrbio de Los Angeles. O destino deles começa a mudar quando Sheila passa por uma mudança radical.

Opinião: Quando eu vi sobre o que a série se tratava eu jurei que odiaria, não seria mais do que uma série de humor negro apelativa, sem pé nem cabeça, apenas com atores muito bons que tentariam salvar a audiência. Mas depois de dois minutos eu simplesmente não consegui mais parar de assistir até terminar a temporada. Os atores realmente salvam a série, a história por si só, é realmente bem sem pé nem cabeça (espero que na segunda temporada eles consigam colocar os pés e a cabeça na história, porque eles estavam quase lá), mas o fato de que você não consegue parar de rir um minuto que seja, te prende de uma forma jamais vista e te faz assistir episódio atrás de episódio. Em uma escala de 0 a 10 eu daria nota 5 por história e 10 por qualidade de interpretação e comédia, porque como eu já disse, essa série é cômica.

Indicada pra todas as pessoas que querem rir a toa por horas a fio!

Contraindicada para pessoas com estomago fraco, que tenham medo/nojo de sangue, e para pessoas que estejam comendo (por favor não comam assistindo essa série, eu cometi esse erro apenas uma vez e já foi uma lição e tanto)!

Review | The OA

capa-the-oaOla! Tudo bem com vocês? Semana passada eu conclui a primeira temporada de uma das novas apostas do Netflix, a série The OA, da qual vocês já devem ter ouvido falar, porque ela viralizou na internet em questão de dias, assim como Stranger Things.

sdadaSinopse: Prairie Johnson é uma garotinha cega que desaparece. Sete anos depois, ela retorna, com a visão perfeita. A jovem (Brit Marling) tenta explicar aos pais o que aconteceu durante a sua ausência. Para a surpresa de todos, ela diz que nunca realmente se foi, mas estava em outro plano da existência… Num lugar invisível.

Opinião: A história vai muito além do que essa sinopse vaga que o Netflix escreveu. O enredo é realmente a vida da Prairie, mais conhecida como OA, que volta pra casa depois de 7 anos desaparecida, enxergando perfeitamente bem (o que é considerado um milagre porque ela era cega). Depois do seu retorno pra casa ela reúne 4 pessoas randoms (3 alunos de ensino médio e uma professora) e ela começa a ter encontros diários com essas pessoas para contar a sua história de vida (a qual até então ela não tinha contado pra ninguém). E então a temporada toda se desenvolve entre mostrar o passado e tudo o que aconteceu na vida da Prairie desde o dia que ela nasceu, até os 7 anos em que estava desaparecida, e o presente, como a vida dos estudantes, a vida dela com a família e a aceitação na sociedade.

Eu digo que essa série é MUITO trip porque você precisa realmente estar prestando atenção pra entender o que esta acontecendo, quem inventou essa história esta mais do que de parabéns, porque é original e simplesmente fantástica. Eu confesso que esperava muito mais do final, já que a série toda me deixou em uma pilha de nervos pra saber do final. Mas as últimas palavras do último episódio ainda conseguem te deixar morrendo de ansiedade pela segunda temporada.

Então no fim das contas, eu super recomendo essa série pra vocês, não desistam dela nos primeiros 4 episódios, porque eles podem ser bem entediantes, mas eu juro que depois fica melhor e você vicia. Assistam e me falem o que vocês acharam!

PS: não esperem nada muito alucinante do final, se não você vai se desiludir!

PS 2: Acabei de descobrir que a protagonista também foi a criadora da história, ooooh bixinha destruidora mesmo, hein?

 

Review | Animais Fantásticos e onde habitam

hahahaOla! Tudo bem com vocês? Eu espero que sim!

Hoje vim fazer o Review MAIS ESPERADO DO ANO, por mim pelo menos, do filme MAIS ESPERADO DO ANO, por mim também, que é nada mais nada menos do que ANIMAIS FANTÁSTICOS E ONDE HABITAM. Que pra quem não sabe é o primeiro de 5 filmes que se passam no mundo bruxo de Harry Potter, mas contaram histórias totalmente diferentes e independentes.

j0gmcpisx9kiflurgvfx

Sinopse: O excêntrico magizoologista Newt Scamander (Eddie Redmayne) chega à cidade de Nova York levando com muito zelo sua preciosa maleta, um objeto mágico onde ele carrega fantásticos animais do mundo da magia que coletou durante as suas viagens. Em meio a comunidade bruxa norte-america, que teme muito mais a exposição aos trouxas do que os ingleses, Newt precisará usar todas suas habilidades e conhecimentos para capturar uma variedade de criaturas que acabam fugindo.

Opinião: O que dizer de um filme roteirizado e dirigido pela criadora de todo esse universo bruxo? Não podia ser mais perfeito. Se eu já amava a J.K. antes desse filme, depois dele eu poderia pedi-la em casamento.

A história é de uma complexidade absurda, mexe com a sua cabeça do inicio ao fim, te faz ver como o mundo de Harry Potter por si só era pequeno, limitado e egocêntrico. Esse filme roubou meu coração desde a primeira cena, e me fez querer ficar sentada na cadeira do cinema e morar naquele sentimento pra sempre.

Dessa vez não vemos a história de um menino que só se mete em confusão e depois é recompensado por tirar todo mundo da confusão onde ele mesmo os colocou. Dessa vez vemos uma história revolucionaria, vimos um mundo mais adulto, onde qualquer ato pode tirar o mundo trouxa e bruxo dos trilhos, vimos problemas reais e somos apresentados a um mundo muito diferente e distante de Hogwarts. Estamos na América, conhecemos o estilo de vida e como funciona o mundo bruxo do outro lado do mundo, e deixamos Hogwarts e a Inglaterra no passado.

Eu me apaixonei por cada um dos personagens, por cada uma das criaturas (na verdade eu queria trazer todas pra casa como animais de estimação), me apaixonei pela fotografia, pelo figurino, pela forma como eles conseguiram colocar uma pitada de comédia aqui e ali de uma forma tão natural e gostosa, sequei minha reserva de lágrimas com as perdas, com as histórias contadas, com a história de cada personagem, com os relacionamentos criados entre os 4 protagonistas.

Esse filme abriu os meus olhos pra como o mundo bruxo pode ser explorado de formas MARAVILHOSAS, de como Harry Potter não é nem uma faísca do que o mundo bruxo pode nos proporcionar, esse filme veio pra nos mostrar que realmente podemos sim ter filmes se passando nesse universo, pra sempre, porque da mesma forma que podemos ter infinitos romances falando apenas sobre relacionamento homem/mulher, podemos ter muito mais filmes abordando centenas de milhares de histórias que se passam em cada esquina, em cada cidade, em cada época, do mundo bruxo.

Já falei demais, já me empolguei demais, e só queria dizer pra você que ainda não assistiu: TA PERDENDO TEMPO!

REVIEW | The Jungle Book

the_jungle_book_2016

Palavras de alguém que ainda não conhecia a história original, nunca leu o livro e nem assistiu o clássico, e foi introduzida a mágica história do Mogli, o menino lobo, por esse filme.

Sinopse: A trama gira em torno do jovem Mogli (Neel Sethi), garoto de origem indiana que foi criado por lobos em plena selva, contando apenas com a companhia do urso Baloo (Bill Murray) e da pantera negra Bagheera (Ben Kingsley), sem nenhum contato com humanos. O menino é amado pelos animais, mas visto como uma ameaça pelo temido tigre Shere Khan (Idris Elba), que está decidido a matá-lo. Com a família de lobos ameaçada, Mogli decide se afastar. Baseado na série literária de Rudyard Kipling.

Opinião: QUE FOTOGRAFIA! Eu confesso que esse foi um dos filmes com a melhor fotografia que eu já assisti em toda a minha vida, tudo é tão real, tão bem feito, tão bem elaborado, o Neel deu um show de interpretação, interagindo perfeitamente com os animais computadorizados, CARA, sem palavras pra esse filme. Como eu disse eu ainda não conhecia a história do Mogli, então ainda tive o plus de poder conhecer essa história FENOMENAL através do filme. O filme é extremamente tocante, engraçado e profundo, vale cada minuto e te prende de uma forma incrível. É muito mais do que um filme para crianças!

Eu super mais do que recomendo!

Sessão Halloween

Ola! Tudo bem com vocês? Eu espero que sim!

No post de ontem eu indiquei pra vocês filmes de terror, não tão aterrorizantes, para assistir nesse Halloween, e agora, finalmente, vim indicar os filmes temáticos de Dia das Bruxas! (fico muito emocionada falando desse tipo, pois amo fantasia, é meu gênero preferido, e esses filmes mais infantis roubam o meu coração)

open-uri20150422-12561-m60pgz_95d7bb7e

Hocus Pocus (Abracadabra)

Sinopse: Winnie (Bette Midler), Sarah (Sarah Jessica Parker) e Mary (Kathy Najimy) são três bruxas do século XVII, que chegam ao século XX após seus espíritos serem evocados no Dia das Bruxas. Banidas há 300 anos devido à prática de feitiçaria, elas estão dispostas a tudo para garantir sua juventude e imortalidade. Porém precisarão enfrentar três crianças e um gato falante, que podem atrapalhar seus planos.

Observação: Quem aqui nunca assistiu Abracadabra? Se você disse EU, corre assistir, porque esse é simplesmente um dos maiores clássicos de Halloween de TODOS OS TEMPOS. Um dos meus preferidos, tem um lugarzinho especial no meu coração (e tem a casa onde o filme foi gravado, lá na cidade de Salem, quero muito ir ver).

1653_45476_l.jpg

Die Vampirschwestern (As irmãs vampiras)

Sinopse: As gêmeas Dakaria (Laura Antonia Roge) e Silvânia (Marta Martin) preparam-se para deixar Transilvânia, mas não é uma mudança tão simples, já que as duas são vampiras. Elas têm de enfrentar a reladidade de uma vida normal, deixando de lado os super-poderes, dormir no teto e aversão ao dia. Apesar do parentesco, as duas são bem diferentes e, enquanto Daka quer voltar para a antiga cidade, tudo o que Silvânia deseja é uma rotina comum.

Observação: EU AMO ESSE FILME! Ele é alemão, então assistam dublado dessa vez, é um filme daqueles clássicos de adolescente, que passam na sessão da tarde, é tão gostoso de ver, que vocês já vão querer assistir a continuação (porque sim, tem continuação)!

filme_10631.jpg

The Little Vampire (O pequeno vampiro)

Sinopse: Tony Thompson (Jonathan Lipnicki) um garoto de 9 anos que todas as noites sonha com um clã secreto de vampiros. Mas Tony tem também seus problemas: tendo recentemente se mudado da Califórnia para a Escócia, ele tem encontrado dificuldades para se enturmar com seus novos colegas, sua nova escola e sua nova vida. Até que ele conhece Rudolph (Rollo Weeks), um pequeno vampiro que também tem 9 anos e com quem Tony vive incríveis aventuras.

Observação: Lhes pergunto a mesma coisa do primeiro filme… QUEM NUNCA ASSISTIU O PEQUENO VAMPIRO? Mano do céu, esse sim é um clássico, eu vejo esse filme desde que me conheço por gente, e mesmo hoje, com 18 anos, ainda me apaixono pelo Rudolph!

20123456.jpg

Practical Magic (Da Magia a Sedução)

Sinopse: Dotadas de poderes mágicos, as Owens há séculos sofrem com uma maldição: todos por quem se apaixonam, morrem! Sally tenta levar uma vida normal e não quer nem ouvir falar em feitiços! Já sua irmã Gillian gosta de curtir a vida com um pouco de “magia”! O envolvimento delas na morte do namorado de Gillian mexe com suas vidas, e até pode quebrar a velha maldição!

Observação: Vou parar de falar que todo mundo já devia ter visto esses filmes, porque já ta ficando chato!

635475449874363256-1284013040_halloweentown-1998.jpg

Halloweentown – a cidade do Halloween

Sinopse: Perto do Halloween, Aggie Cromwell vai visitar seus netos Marnie, Sophie e Dylan, e oferece a eles coisas de Halloween. Marnie não compreende porque sempre sua mãe Gwen quer que sua avó saia rápido. Num momento eles pedem que ela conte uma história, e aparece no livro uma bruxa igual à Marnie: a avó pergunta se ela já tentou fazer magia e ela diz que não. Então Aggie briga com a filha na cozinha porque não contou à Marnie que ela era uma bruxa, e ela diz que se não contar, a menina irá perder seus poderes para sempre, pois ela já tem 13 anos! Marnie ouve tudo e segue a avó no ônibus mágico junto com Dylan, mas Sophie aparece de surpresa e eles descobrem que há um poder maligno em Halloweentown que quer vingar aos humanos, por serem expulsos de lá.

Observação: Esse filme é maravilindo, assistam ele primeiro. E também tem continuação, mas com outros atores (não gostei dos novos atores, então prefiro só ver esse).

O-Estranho-Mundo-de-Jack.jpg

O Estranho Mundo de Jack

Sinopse: Jack Skellington (Chris Sarandon) é um ser fantástico que vive na Cidade do Halloween, um local cercado por criaturas fantásticas. Lá todos passam o ano organizando o Halloween do ano seguinte mas, após mais um Halloween, Jack se mostra cansado de fazer aquilo todos os anos. Assim ele deixa os limites da Cidade do Halloween e vagueia pela floresta. Por acaso acha alguns portais, sendo que cada um leva até um tipo festividade. Jack acaba atravessando o portal do Natal, onde vê demonstrações do espírito natalino. Ao retornar para a Cidade do Halloween, sem ter compreendido o que viu, ele começa a convencer os cidadãos a sequestrarem o Papai Noel (Edward Ivory) e fazerem seu próprio Natal. Apesar de argumentos fortes de sua leal namorada Sally (Catherine O’Hara) contra o projeto, o Papai Noel é capturado. Mas os fatos mostrarão que Sally estava totalmente certa.

Observação: Indicarei esse filme todo natal e todo Halloween, porque sim!

E PRA ENCERRAR…

capa2

Coraline

Sinopse: Entediada em sua nova casa, Coraline Jones (Dakota Fanning) um dia encontra uma porta secreta. Através dela tem acesso a uma outra versão de sua própria vida, a qual aparentemente é bem parecida com a que leva. A diferença é que neste outro lado tudo parece ser melhor, inclusive as pessoas com quem convive. Caroline se empolga com a descoberta, mas logo descobre que há algo de errado quando seus pais alternativos tentam aprisioná-la neste novo mundo.

Observação: Dos mesmos criadores do filme acima, vulgo, um dos meus preferidos, ou seja, é tão maravilhoso quanto, vale a pena assistir com a família toda!

Então é isso, espero que vocês gostem de todos os filmes, como a maioria são clássicos eu acho que vocês já devem ter visto todos, mas se ainda não viram, não percam mais tempo! Façam uma maratona bem marota, já que ai no BR não tem muita comemoração oficial de Halloween, e se divirtam!

Review | The Lovely Bones (Um olhar do paraíso)

sebold_alice_0316044938_1-_v204759192_

O filme de hoje é de 2009, um dos melhores filmes que eu já vi em toda a minha vida, ele se chama The Lovely Bones, em português, Um Olhar do Paraíso, e foi um dos primeiros filmes de uma das minhas atrizes preferidas, a rainha, Saoirse Ronan.

51wmz6cnyflSinopse:

Em dezembro de 1973, Susie Salmon voltava da escola para casa quando foi assassinada. Ela tinha apenas 14 anos. Depois de morta, Susie continua a velar por sua família – enquanto seu assassino permanece solto. Presa em um extraordinário, ainda que misterioso, espaço entre a Terra e o Céu a menina descobre que precisa escolher entre a busca por vingança e o desejo de ver seus amados seguirem em frente. O que tem início como um chocante homicídio leva a uma jornada visualmente criativa e repleta de suspense que, através dos laços de memória, amor e esperança, segue em direção a um desfecho surpreendente e emotivo.

Opinião: Como eu já disse no início do post, um dos melhores filmes que eu já vi na minha vida. Chorei do início ao fim, e confesso, estou psicologicamente abalada e traumatizada até hoje. Sim, esse pode ser um daqueles filmes que te ensina, e te marca pra sempre, um daqueles que aparecem na sua mente no meio do dia, do nada, com uma mensagem sobre algo. A forma como a história é abordada, somada a forte atuação de todo o elenco, que também inclui a minha querida Rose Mcliver (a Liv de iZombie) quando ainda era tão jovem quando a Saoirse.

Depois de muita lágrima, muita reflexão, talvez muitas noites seguidas sonhando com esse filme, eu acho que cada um de vocês deveria assisti-lo, nem que seja uma vez na vida, e deveriam indica-lo pra amigos, parentes, vizinhos, até que o mundo todo conheça a história da Susie, sinta e aprenda o que todos nós aprendemos com esse filme.

Review | Stuck In Love (Unidos pelo amor)

jnjjO filme da vez se chama Stuck in love, em português, Ligados Pelo Amor, o elenco desse filme MARA conta com nomes como Logan Lerman, Nat Wolff e Lily Collins (tem mais gente maneira, mas amo esses três, então dou prioridade hahahah).

fid13003Sinopse:

Três anos depois de seu divórcio, o romancista experiente Bill Borgens (interpretado pelo indicado ao Oscar Greg Kinnear) não consegue esquecer o passado e espiona sua ex-mulher, Erica (a atriz vencedora do Oscar Jennifer Connelly), que trocou o marido por outro homem.

(que sinopse fraca é essa, hein?)

Opinião:

Diferente do que parece pela sinopse, o filme não se passa todo ao redor da história do escritor divorciado e sua ex mulher. Esse é um dos filmes mais completos e bem desenvolvidos que eu já vi na vida. É um romance como todos os outros, mas muito menos previsível. Em um filme só você consegue acompanhar toda a vida do escritor, da ex, dos seus dois filhos, e consequentemente das pessoas que vivem ao redor deles, sem se perder, sem perder detalhes importantes, e ainda absorvendo informações o suficiente de cada um para poder criar um julgamento e um sentimento por eles.

Tudo nesse filme é incrível, o começo, o desenvolvimento, os atores, o enredo, e até mesmo o final, que geralmente nos desaponta tanto em filmes desse gênero (confesso que algumas coisas no final me deixaram meio… OI?, mas relevei).

E esse filme ainda por cima tem uma trilha sonora MARAVILHOSA!

Concluindo, eu super super indico esse filme pra vocês, ele é super família, super love, super oh by myself (que foi como eu assisti), ou seja, você não tem desculpa pra não assistir hahah Espero que vocês curtam o filme!