12 Cartas em 12 Meses | Mês 2

mlmm

TEMA: Uma carta para um personagem fictício.

“Querida Rachel,

Eu sempre sonhei em sentar frente a frente com você e ter uma longa conversa sobre nosso sonhos e sobre como era bom superar os obstáculos, lutar por eles e conquista-los, mas como isso nunca foi possível, resolvi escrever essa carta pra expressar tudo que eu sinto e fingir ter uma conversa agradável com você.

Sempre admirei muito a sua personalidade e o seu jeito de ser, o modo como você é 100% focada e centrada no que quer, e como luta com todas as forças para conseguir essas coisas. Parabéns por ser a pessoa que você, e por nunca ter se deixado abalar ou colocar pra baixo por todas as coisas ruins que os outros te diziam.

Eu super entendo esse nosso probleminha de superioridade e de controle de tudo e todos, sempre tive o mesmo problema, essa vontade louca de fazer tudo do meu jeito, porque é claro, do nosso jeito é SEMPRE melhor hahah

Eu também canto, assim como você, é claro que não tenho nem metade do talento que você tem, quem me dera, mas é uma paixão que eu carrego comigo bem guardadinha desde pequena. Sempre fui meio tímida em relação a isso, ouvi muitas críticas e resolvi me calar. Sei que você jamais fez isso, e jamais faria, mas isso tudo foi mais forte que eu e eu não pude evitar me calar após ouvir tanta coisa negativa.

Mas você quer saber o que realmente fez com que eu me identificasse tanto com você? A nossa aparência. A coisa menos importante, que deveria passar despercebida no meio de uma personalidade e um talento tão puro, mas que todo mundo nota, e acaba fazendo piada de mal gosto ou falando coisas inúteis. É que fica difícil quando isso esta bem no meio do nosso rosto, não é mesmo? Aquela vez em que você tentou fazer a cirurgia plástica, eu super te apoiei e te entendi, porque todos ao meu redor falam a mesma coisa que os seus amigos lhe falaram, que era loucura, que eu sou única como sou, pois é, eles só falam isso porque o deles é perfeito. Minha ideia de mudar o meu ainda persiste, sei que você é a pessoa que conseguiria me fazer mudar de ideia, depois de tudo que passou e tudo o que lutou, mas como não podemos conversar, as coisas ficarão assim mesmo.

Eu sempre me prolongo muito nas minhas cartas e me demoro nas conclusões, mas nessa tentarei ser diferente. Eu te escolhi pra escrever essa carta, pois sempre te admirei, e espero um dia poder ser 1/3 do que você sempre foi, e suportar tudo o que você suportou de cabeça erguida.

Meus parabéns pela pessoa que você é, pelo seu talento, sua força, sua perseverança, mas principalmente por lutar por aquilo que você ama, e por todo o seu amor nisso.

Um beijo, e nos encontramos por ai!”

  • Carta escrita a Rachel Berry, protagonista da série Glee.

 

12 Cartas em 12 Meses | Mês 1

mlmm

Tema: Uma carta para você no passado, há dez anos atrás.

“Querida Fernanda, tudo bem com você?

Não se pergunte como eu sei o seu nome, ou tantas coisas sobre sua vida e sobre sua família, porque no final tudo ficará devidamente explicado.

Minha função hoje, é vir de bem, mas bem longe mesmo, falar com você, ter um papo de amigas, e te ensinar coisas que podem parecer inúteis agora, mas que quando você tiver a minha idade, vai ver o quão necessárias elas eram.

Hoje você tem 8 anos, mal começou a escola, mal fez novos amigos, ainda não sabe quem vai ser seu amigo de verdade e quem não, mas na verdade nem pensa muito nisso, você aproveita a sua infância, brinca, corre, e eu me orgulho muito disso em você, da inocência e da pureza de ser apenas a criança que você é. Você esta de parabéns pela criança que  você se tornou, meio teimosa, meio birrenta, mas em 90% do tempo, a melhor criança que uma mãe poderia querer ter como filha.

Como por agora você está em uma ótima situação, meu conselho e suporte pra você é mais direcionado aos anos que ainda estão por vir. Sua pré-adolescencia, até você ter a idade que tenho agora, 18 anos.

Dê valor a sua família, passe tempo com eles, grave cada minuto e aproveite cada instante, porque a saudade, ah, a saudade, é um sentimento que você não pode afastar, que te corrói, que te destrói, e o arrependimento do tempo que você passar longe da sua família, do tempo que você passar trancada no quarto apenas sendo uma adolescente rebelde, também não vai passar, e a cada memória do passado e cada saudade você vai pensar “por que eu não aproveitei mais?” e a resposta vai ser sempre “porque eu não quis”.

Amigos vão e vem, e vai por mim, eles não vão estar ali por você quando você precisar, essas pessoas que você conhece e convive agora, na escola, você só vai ouvir notícias delas, e suas melhores amigas? Não vão nem lembrar seu nome, ou das conversas que vocês tinham.

Então, baseado nisso, sempre preserve o amor e o afeto a família. Ah! Visite o papai, ele te ama, ele te quer por perto, ele sente a tua falta, não é culpa dele não saber demonstrar isso, ele é só.. você sabe, um homem complicado. Mas depois não vai adiantar chorar sobre o tempo perdido, e nem perceber que quando for embora, não terá lembranças com ele para contar. Abrace, ignore os erros, esqueça o dinheiro, a ganância, demonstre afeto, mude!

Amizades e relacinamentos são como plantas, devem sempre ser regadas, cultivadas e muito bem cuidadas para continuarem dando frutos, então não se esqueça de fazer isso, e não será a menina solitária de 17 anos que passa o intervalo dormindo na sala de aula. Parece triste, não é mesmo? Se quiser se afastar dessa realidade, meu conselho é, quando namorar, não se afaste dos amigos, não os distancie, porque quem sabe um dia nesse breve período de tempo, você ainda precise deles pra te fazer companhia.

Sei que já falei demais, mas sei que você ama ler e que vai ler tudo isso com muito amor e carinho, e que vai gostar do que esta lendo, como gosta de praticamente tudo. Então, além de todas as coisas ditas anteriormente, jamais se esqueça de AMAR, por favor, me prometa isso, ame seus irmãos, aproveite o tempo com eles, veja os primeiros passos, as primeiras palavras, abrace quando for preciso, agradeça a sua mãe, aliás, ela é o seu anjo na Terra, passe tempo em família, pois eles formam as melhores lembranças e geram os melhores sentimentos.

Adeus e tenha uma boa vida, se não por você, por mim, obrigado! Ah e quem eu sou? Eu sou você, só que com uma bagagem muito maior.”