12 Cartas em 12 Meses | Mês 1

mlmm

Tema: Uma carta para você no passado, há dez anos atrás.

“Querida Fernanda, tudo bem com você?

Não se pergunte como eu sei o seu nome, ou tantas coisas sobre sua vida e sobre sua família, porque no final tudo ficará devidamente explicado.

Minha função hoje, é vir de bem, mas bem longe mesmo, falar com você, ter um papo de amigas, e te ensinar coisas que podem parecer inúteis agora, mas que quando você tiver a minha idade, vai ver o quão necessárias elas eram.

Hoje você tem 8 anos, mal começou a escola, mal fez novos amigos, ainda não sabe quem vai ser seu amigo de verdade e quem não, mas na verdade nem pensa muito nisso, você aproveita a sua infância, brinca, corre, e eu me orgulho muito disso em você, da inocência e da pureza de ser apenas a criança que você é. Você esta de parabéns pela criança que  você se tornou, meio teimosa, meio birrenta, mas em 90% do tempo, a melhor criança que uma mãe poderia querer ter como filha.

Como por agora você está em uma ótima situação, meu conselho e suporte pra você é mais direcionado aos anos que ainda estão por vir. Sua pré-adolescencia, até você ter a idade que tenho agora, 18 anos.

Dê valor a sua família, passe tempo com eles, grave cada minuto e aproveite cada instante, porque a saudade, ah, a saudade, é um sentimento que você não pode afastar, que te corrói, que te destrói, e o arrependimento do tempo que você passar longe da sua família, do tempo que você passar trancada no quarto apenas sendo uma adolescente rebelde, também não vai passar, e a cada memória do passado e cada saudade você vai pensar “por que eu não aproveitei mais?” e a resposta vai ser sempre “porque eu não quis”.

Amigos vão e vem, e vai por mim, eles não vão estar ali por você quando você precisar, essas pessoas que você conhece e convive agora, na escola, você só vai ouvir notícias delas, e suas melhores amigas? Não vão nem lembrar seu nome, ou das conversas que vocês tinham.

Então, baseado nisso, sempre preserve o amor e o afeto a família. Ah! Visite o papai, ele te ama, ele te quer por perto, ele sente a tua falta, não é culpa dele não saber demonstrar isso, ele é só.. você sabe, um homem complicado. Mas depois não vai adiantar chorar sobre o tempo perdido, e nem perceber que quando for embora, não terá lembranças com ele para contar. Abrace, ignore os erros, esqueça o dinheiro, a ganância, demonstre afeto, mude!

Amizades e relacinamentos são como plantas, devem sempre ser regadas, cultivadas e muito bem cuidadas para continuarem dando frutos, então não se esqueça de fazer isso, e não será a menina solitária de 17 anos que passa o intervalo dormindo na sala de aula. Parece triste, não é mesmo? Se quiser se afastar dessa realidade, meu conselho é, quando namorar, não se afaste dos amigos, não os distancie, porque quem sabe um dia nesse breve período de tempo, você ainda precise deles pra te fazer companhia.

Sei que já falei demais, mas sei que você ama ler e que vai ler tudo isso com muito amor e carinho, e que vai gostar do que esta lendo, como gosta de praticamente tudo. Então, além de todas as coisas ditas anteriormente, jamais se esqueça de AMAR, por favor, me prometa isso, ame seus irmãos, aproveite o tempo com eles, veja os primeiros passos, as primeiras palavras, abrace quando for preciso, agradeça a sua mãe, aliás, ela é o seu anjo na Terra, passe tempo em família, pois eles formam as melhores lembranças e geram os melhores sentimentos.

Adeus e tenha uma boa vida, se não por você, por mim, obrigado! Ah e quem eu sou? Eu sou você, só que com uma bagagem muito maior.”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s