Solidão

O tempo cura, o vento leva, é o que me foi dito

Todos os males que sofri, e que tenho sofrido.

E  é tão engraçado como o vazio preenche

Cada pedacinho do nosso corpo inconsciente.

Procurar amor em cada pessoa na rua,

mas depois descobrir que são todas frias, e cruas.

A gente não sabe o que tem até o dia que perde

a gente não ama quem ama a gente, isso não é coerente.

Me disseram um dia pra não ficar onde não sou aceito

mas o que a gente faz quando não se tem mais jeito?

– Fernanda Tomás

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s