Review | O Espírito do Natal

MV5BYzcyM2MxNzMtYzEzNi00MjRlLWI2YTItM2U0MWZlZDVkNjNhL2ltYWdlL2ltYWdlXkEyXkFqcGdeQXVyMTU5MjU5MTM@._V1_UX182_CR0,0,182,268_AL_ Que as sessões natalinas comecem! Esse final de semana eu assisti muitos filmes de natal, e um deles foi O Espírito do Natal. Eu descobri esse filme enquanto passeava pelo Netflix aleatoriamente procurando um filme de natal legal para assistir. E achei um muito mais do que legal.

O filme é um clássico filme natalino, cheio de clichês (porque se não fosse assim eu nem gostaria haha). Ele começa nos introduzindo a Kate, uma advogada extremamente workaholic e que nunca se deu bem no amor. Seu mais novo caso é um caso de herança que envolve uma mansão/hotel bem afastado da cidade grande. O problema desse caso é que todos os corretores que foram avaliar o local e coloca-lo a venda saíram de lá correndo. O motivo? A casa é mal-assombrada. Ou melhor, MUITO BEM assombrada.

O fantasma é o nosso protagonista, Daniel, que era dono do hotel, quando foi assassinado a 95 anos atrás. Ao mesmo tempo que ele é extremamente charmoso e sedutor, ele é um fantasma rabugento e faz de tudo para que a Kate saia da casa dele e volte para a cidade grande.The-Spirit-of-Christmas-1Mas nossa menina não desiste e continua na mansão para tentar ajudar Daniel a descobrir o motivo pelo qual continua preso na casa mesmo depois de tantos anos. Para ser mais especifica, a maldição de Daniel consta em “aparecer” durante 12 dias do ano, como se fosse um ser humano qualquer. Ele pode tocar, comer e sentir tudo que um ser humano normal sente, do dia 13 ao dia 26 de dezembro, quando volta a ser um fantasma daqueles que atravessa paredes etc.

Eu acho que o fator “fantasma bonitão que não lembra como morreu e tem que redescobrir seu passado” é o que torna o filme tão diferente de qualquer outro filme do gênero. Cheio de flashblacks e mistério, a trama acaba se destacando entre as demais.

No geral esse clássico de natal seria um 10/10 para mim, se não fosse pelo final. Obviamente não posso dizer porque o final me deixou meio WHAT?, mas posso garantir que nem sempre dar ao público o que o público quer é o melhor a ser fazer.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s