Throwback PLL

Olaaaa! Tudo bem com vocês? Eu espero muitíssissimo que sim! E que o domingo de vocês esteja tão ensolarado e bonito quanto o meu (tentando ignorar o fato de que amanhã voltam as aulas).

Hoje o clima acordou super gostoso, quente, mas com ventinho bom, cheirinho de grama cortada (ou pode ser da minha imaginação, sempre imagino cheiros para alguns cenários específicos) e todo mundo de bom humor.

E eu não sei porque, SEMPRE que chega o verãozinho e esse tipo e clima começa a aparecer, eu começo a me lembrar da primeira temporada de Pretty Little Liars, e começo a sentir como se eu estivesse vivendo nela.

Não sei se da pra sentir bem isso tudo somente assistindo a série, mas como eu também li os livros, conheço bem toda a sensação que o comecinho nos passa, cada aroma, cada paisagem. E nossa, como isso me lembra PLL.

Hoje eu vim trazer pra vocês um misto de coisas antigas relacionadas a série, a aparência dos personagens, uma playlist com algumas das músicas que mais me lembram o comecinho de tudo, e é claro, algumas cenas que podem te transportar pra aquela época também.

Vamos lá?

Flashbacks 

E a melhor demonstração possível de como eu AMO Rosewood e da sensação gostosa que eu sinto só de conectar esse clima a aquela cidade é essa:

Playlist (nossa ouvir essas músicas me leva pra um mundo paralelo) ♥

Os personagens 

1150387_464331597006984_223732884_nIsso é tão primeiro episódio ♥jgguEntão é isso pessoal, como vocês sabem, Pretty Little Liars é a minha série preferida EVER e eu super recomendo que todo mundo que ainda não assistiu, assista. E também recomendo que quem só viu a série leia os livros, a história pode ser conectada em algumas partes, mas é EXTREMAMENTE diferente da série, também vale a pena ♥

Beijoooos!

Anúncios

Review: Pretty Little Liars 5×14 “Through a Glass, Darkly!”

fsdfsdOla pessoal! Eu já tinha um outro post planejado pra hoje, mas ai aconteceu o seguinte: assisti a winter premiere de Pretty Little Liars, e com tantas revelações novas, não tinha como não vir aqui compartilhar tudo com vocês.

Esse foi um dos episódios mais reveladores e bem desenvolvidos das últimas temporadas, contando com resultados reais e não apenas apostas, suspeitas e tentativas falhas.

O episódio foi introduzido com nada mais nada menos do que o velório da Mona, ocorrido 3 (ou 4, tenho memoria de peixe) meses após sua morte. O velório em si não é o ponto forte dessa cena, mas sim a bitch A aparecendo de vestidinho rosa florido (tipo, what? É um velório meu amor) para prestar seus pêsames a sra. Vanderwaal. ADIVINHEM o que acontece em seguida? Isso mesmo, tapa na cara!

As meninas não ficaram muito afetadas com a morte da Mona, mesmo tendo descoberto que ela não era tão má assim, e mesmo sabendo que ela morreu tentando ajuda-las a se livrar da Ali (INGRATAS!).

Hanna, mesmo não demonstrando quase emoção nenhuma sobre a morte da ex-melhor amiga, ficou ao lado da Leona (sra. Vanderwaal) durante boa parte do episódio. Ouviu suas lamentações e ainda ganhou um ursinho de pelúcia e um livro que pertenciam a Mona.

Falando em livro… tivemos um flashback da queen Mona com a Hanna, em que ela dizia a Hanna o quanto ela era mais inteligente que Spencer Hastings, e apenas tentava esconder isso do mundo. Ela disse uma frase que eu gostei bastante “Você não tem que se esconder dos outros, os outros tem de se esconder de você!” (não reparem na minha tradução xula).

Toby finalmente arrumou algo útil para fazer na série, e apareceu algumas vezes dando super ideias para a investigação para a Tanner, e o melhor, ela estava super considerando tudo que ele falava, e ainda o deixou ler os arquivos do caso da Spencer.fsdfsdf

Falando em Spencer… a menina ficou surtada quando descobriu que a família da Bethany entrou com um pedido para revogar a fiança paga pela liberdade da Spence (like what?). Foi nesse momento que as Liars se focaram e decidiram fazer qualquer coisa (literalmente) para culpar Alison e impedir que a Spence fosse para a cadeia.

Aria é rejeitada em TODAS as universidades para as quais se candidatou e fica p*** com a situação. Mas o melhor foi que ela resolveu ir abrir os envelopes das universidades, sentada no meio de uma praça, sozinha, de noite … nada a declarar sobre isso. Mas enfim, nossa srta vestido florido resolve aparecer novamente, e ai temos a cena mais engraçada do episódio, quando Aria puxa sabe-se lá de onde um apito laranja (aquele que a Mona deu pra ela) e começa a apitar loucamente até Alison ir embora (Aria, você não esta sendo estrupada meu anjo! hahahah). Depois disso ela foi correndo pedir ajuda para o Caleb para invadir os sistemas das universidades e ver se ela tinha ido mal ou se -A havia sabotado ela.

E sobre nossa sapata preferida? PAIGE FOI EMBORA! IHUL. Mas no geral a Em passou o episódio todo com o drama “Não me abandone meu amor!”, mas na minha opinião? A Paige ta super certa, se fosse eu já tinha vazado de Rosewood a centenas de milhares de anos, lá quando -A mandou a primeira sms (sou medrosa mesmo, me julguem!).

As Liars decidem implantar digitais da Alison na casa da Mona, mas no meio do caminho pra isso a Em e a Spence descobrem câmeras escondidas pela casa, e convencem a Leona a pedir para a polícia fazer uma nova busca pela casa. E TCHANAM TUDO DEU CERTO! Não estou de brincadeira, pela primeira vez em anos alguma coisa foi fácil e prática, não tinha filme arranhado, a câmera não estava sem bateria, estava tudo certinho, inclusive o vídeo mostrando a Alison arrastando a Mona pela casa feito um saco de batata.

SIIIIIM, Alison Dilaurentis matou Mona Vanderwaal (mas eu acho que todo mundo já sabia disso). E após ser entregue pelo irmão, é obvio que a princesa foi presa. “Alison Dilaurentis, you are under arrest for the murder of Mona Vanderwaal!” BEST QUOTE EVER!tumblr_nhdas832wg1rf44seo1_500É obvio que ela tentou fugir, mas nosso quarteto fantástico mostrou para o que veio, com direito a empurrão no peito e ameaça … não, espera, a ameaça foi da Alison, ela disse algo sobre elas serem as próximas, e que com ela fora do caminho, elas não faziam ideia do que esperava por elas (MEDO!).

E então minha cena preferida (e a que me fez chorar no meio do escritório do trabalho), Mike se abre com Aria e conta que odeia como todos ficam falando o quanto Mona era boa, inteligente e legal. Ele diz que ela não era legal, que qualquer um pode ser legal, mas que nunca vai existir alguém como ela (my feelings, dont cry!). E depois ele chora de soluçar (my heart, dont bleed!).

Spencer recebe a notícia do Toby, da Tanner e do papai de que a família da Bethany retirou a queixa e de que ela não esta mais sobre perigo de ser presa. UHUL! #TeamSpence

Grunwald apareceu também, graças a Hanna que estava doida para encontrar o corpo da Mona. Ela sentiu varias coisas e viu varias coisas tocando no ursinho da Mona, disse que a coitadinha esta com terra, insetos e tristeza, e que sua alma não encontrou paz, ou melhor, ainda nem conseguiu partir. Depois ela deu uma chegada na Alison e disse que esta rezando por ela (WHY?), será Alison inocente afinal de contas?

Resumindo, o episódio foi incrível, já que gosto mais de revelações do que de pistas e quebra cabeças. Odeio o fato da Mona estar morta e queria muito ter ela de volta, e o que mais? Ah, -A ainda esta a solta, like always, e jogou fogos de artificio para tocar mais um terrorzinho nas Liars (e funcionou).

Então é isso pessoal, sei que nunca fiz um review tãooo extenso, mas é que me empolguei muito com o episódio dessa semana. O que vocês acham? Vocês tem teorias próprias de quem é -A e de quem matou a Mona e a Bethany?

How the -A Stole Christmas | Pretty Little Liars

oooh
Olaaa! Como disse para vocês no meu post especial de Halloween, eu tenho como um amor maior todo e qualquer episódio de série, filme ou animação inspirado em alguma data comemorativa. Principalmente quando essa data é o natal.

O natal é minha data preferida no ano todo, e sempre crio expectativas além da conta, para a festa, os momentos, as músicas, os filmes, TUDO!

Esse ano o primeiro episódio especial que deu o ar da graça foi o de Pretty Little Liars, que pra ser mais especial ainda veio nomeado praticamente igual ao meu filme natalino preferido (How the Grinch Stole Christmas), How the -A Stole Christmas.

Além de todo esse papinho de apaixonada por feriados, o que achei do episodio afinal? FANTÁSTICO!

A abertura ficou uma fofura, o clima estava super leve, -A não importunou muito e o episodio todo se passou ao som de musicas natalinas. Eu amei poder ver a Mona em mais algumas cenas, mesmo depois da sua morte, e ver a Alison sofrendo um pouco sempre anima os fãs (menos os mais doidinhos), além do mais, quem não gostou de confirmar que ela vai realmente morrer logo e de ver mais um pouquinho da teoria das irmãs gêmeas?

Mona versão espirito do natal mostrou pouco, mas mostrou coisas importantíssimas. Como? Como a little Alison encontrando dois presentes idênticos escondidos para o natal, e sendo forçada pela mãe a fingir que o segundo presente não existia (vestidos amarelos, lembram vocês de alguma coisa?) e Alison em seu próprio velório, novinha em folha (ou seja, não vai demorar muito) e OPS!, sem as pernas hahah

As cenas onde as meninas e seus respectivos parceiros se divertem, decoram a casa, cozinham e vivem o natal dos sonhos da Fernanda também me deixaram muito emocionada, porque alias, quem nunca quis um natal como aquele?

Então basicamente o natal das Liars foi fofo, divertido, e é claro, tiveram seus ‘perrengues’, como pistas da dead Mona que acabaram levando-as até a casa da Ali durante o baile (baile de natal, uma delicia de baile), onde elas tiveram um encontro com uma -A armada de faca de cozinha (-A ama faca de cozinha, sabe-se lá porque), mas em compensação encontraram algo que pode tirar nossa Spencer da prisão de vez. Lucas não sabe mais pra que time ele joga, já Jenna, essa sabe, oh se sabe. Você vai ver Tobby, Caleb e Ezra de samba canção natalino e Spencer de mamãe noela, e isso já vale pelo episódio inteiro, não é?

Enfim pessoal, acho que esse foi um dos melhores episódios da série que eu já assisti, sem dúvida um dos mais calmos, mas que trouxe bastante revelações, porcentagem 0 de mortes mas 100% de meiguisse, fofura e amorzinho das Liars e dos seus boys. Estou apaixonada!

Pretty Little Liars is back, bitches!

Olá! Não poderia dar uma notícia melhor e mais feliz pra vocês hoje do que essa, ontem, dia 10 de junho, Pretty Little Liars finalmente voltou ao ar com sua quinta temporada! Não aguentava mais esperar.

Algumas pessoas dizem que a série perdeu a graça na 3ª temporada, já os fãs de verdade como eu, podem até admitir que tudo ficou meio enrolado e confuso, mas JAMAIS sem graça. A série continua te prendendo a cada episódio e surpreendendo com cada descoberta (mesmo que eles não estejam revelando muitos segredos por episódio).

Nessa 5ª temporada nossa bitch preferida esta de volta, pois é, essa mesmo, Alison! Pra tocar o terror como sempre. Outros personagens como Lucas (AMOR DA MINHA VIDA) e Noel também voltaram para essa nova temporada, o que me deixou particularmente feliz. Logo no primeiro episódio vimos as meninas em Nova York, fugindo de -A, como sempre, e também vimos uma reunião do clube Anti-Alison (resolvi nomeá-lo assim) e que existem MUITAS pessoas trabalhando par a -A.

Ezra esta no hospital devido aqueles probleminhas do fim da 4ª temporada, Alison já esta com as meninas e a polícia já sabe que a Ali esta viva (coisas que também foram reveladas no último episódio da 4ª temporada), as coisas estão meio que “voltando ao normal” (tirando o fato das mortes e ameaças de -A, é claro hahah) na vida das Liars.

Acho que essa temporada esta vindo com tudo e promete ser um arraso, estou tão animada!

Imagem

Playlist da Semana

ImagemComo já fazia um boom tempo que eu não postava uma nova playlist aqui pra vocês, resolvi fazer, essa semana, uma playlist tematizada. E o tema da vez é, Pretty Little Liars. A trilha sonora de PLL é uma das minhas favoritas de todos os tempos (além da maravilhosa de TVD, que também ganhará um post todo especial), e então, como não poderia faltar, fiquei louca para compartilhar algumas das músicas da série com vocês. Vamos lá!

 1. Suggestions – Orelia Has Orchestra

2. I Won’t – Colbie Caillat

3. Don’t Trust Me – 30H!3

4. Cuckoo – Adam Lambert

5. Hands of Time 

E a música tema da série, é claro:

Secrets – The Pierces

Resenha | Pretty Little Liars – Perversas #5

Se você ainda não leu os quatro primeiros livros da série, Maldosas, Impecáveis, Perfeitas e Inacreditáveis recomendo que você vá para os outro post. Já que essa sendo a resenha do quinto livro da série, provavelmente conterá comentários sobre os livros anteriores!

Primeiramente para quem achava que finalmente as garotas teriam um minuto de sossego já que -A havia sido descoberta, e morta consequentemente, não fiquem muito esperançosos, pois ainda vai levar muito tempo para as nossas Liars terem uma vida “normal” novamente!

Lá pela metade do livro, nós finalmente descobrimos como as nossas Liars ficaram amigas. As garotas contam que durante a Capsula do Tempo da escola, um ritual em Rosewood Day onde cada aluno deve procurar por pedaços da bandeira da escola e decora-los para serem eternizados dentro da capsula, a “hierarquia” escolar que Ali vinha construindo a anos, de repente se rompeu, obrigando a escolher novos membros para o seu grupo. Coincidentemente, na noite do dia em que Ali se gabara de ter conseguido o privilégio de ter um pedaço da bandeira, Spencer, Aria, Hanna e Emily apareceram ao mesmo tempo no quintal da casa dos DiLaurentis com o mesmo objetivo: roubar o pedaço da bandeira de Ali.

E a partir desse dia, muitas outras coisas foram descobertas.

Depois dos incidentes do ultimo livro (Inacreditáveis) as garotas começaram a receber ajuda de uma terapeuta, que tinha como o objetivo, ajuda-las a superar a morte de Alison, ajuda-las a seguir em frente, a esquecer os segredos, os momentos íntimos, tudo. Ela começa dando a ideia de que cada uma das meninas enterre em um saco plastico sua maior lembrança de Alison DiLaurentis, mas é claro, isso não ajudava em nada em relação a -A e todos os reais problemas pelos quais as garotas passavam.

Depois da morte de -A vocês achavam que as meninas ficariam em paz? ERRADO! Após algum tempo, muita investigação e julgamentos, misteriosamente elas voltaram a receber mensagens anonimas. De quem? Ninguém desconfiava.

 Mas como se os problemas de -A já não fossem grandes o suficiente, elas ainda tem seus clássicos dramas familiares. Hanna esta tendo de suportar a presença de sua não tão agradável madrasta e sua diabólica meia-irmã Kate em sua casa, além de um relacionamento não tão saudável com seu namorado, Lucas. Depois de levar meses tentando reconquistar a confiança da mãe, Aria se pega sendo beijada pelo novo namorado de Ella (que Aria acabou paquerando antes de saber que ele sairia com sua mãe), e com as ameaças de -A é obrigada a tomar uma decisão muito complicada. Spencer tem que lidar com o desprezo e desconfiança da família, o ódio de sua irmã e a duvida que o testamento de sua falecida avó trouxe a tona. Emily não sabe mais o que fazer da vida, depois de fazer sua família aceitar finalmente sua opção sexual, se pega brevemente apaixonada pelo “carinha legal da igreja da sua mãe”.

Com certeza Perversas não é o meu livro preferido da coleção, mesmo com uma série de assuntos novos a serem tratados, novos mistérios, novos crimes e segredos e até um novo -A, o livro em sua maior parte chega a ser bem monótono e cansativo. Mas mesmo assim já estou totalmente ansiosa para ler o próximo livro da série, Destruidoras.

A coleção Pretty Little Liars é uma coleção totalmente direcionada ao publico adolescente, que foca muito em problemas normais de um adolescente, e é claro, nos problemas “normais” de Rosewood, mas mesmo sendo a tipica novela americana, a coleção, assim como a série de TV, conquistou um lugar e tanto na minha lista de preferidos!

5 a

5 b

5 c

5 d

5 e

Resenha | Inacreditáveis – Pretty Little Liars #4

Como citado na resenha do terceiro livro da série, Hanna sofre uma tentativa de assassinato por parte de -A, perdendo a memória por algum tempo.

Emily é mandada para o fim do mundo morar com os tios, porque seus pais a pegaram com Maya (Maya é sua namorada, não sei se já citei isso). Ela passa por uns problemas bem bizarros no interior, mesmo sem -A, ela descobre que pessoas de verdade também podem ser muito más. Ela volta, pede perdão aos pais, que a aceitam, ela volta com Maya, mas uma ‘peguete‘ do interior aparece de repente e acaba quebrando toda a relação delas.

Aria, que ainda esta brigada com a mãe, que ferrou com seu namoro com o Sean e etc, é forçada a morar com o pai e com a namoradinha, que acaba anunciando em um certo dia, que esta gravida e que esta pensando em marcar a data do casamento deles (Aria é uma das mais perdidas, coitada).

Spencer e Mona planejam juntas uma festa de melhoras para a Hanna, que morre de felicidade ao ver as duas amigas trabalhando juntas. Nesse meio tempo Spencer descobre que Mona também vinha recebendo mensagens de -A (que ilusora)!

Aria conta sobre -A para a polícia… LIKE… WHAT? Enfim, ela também conta para a Jenna que o acidente foi culpa delas, e Jenna revela que já sabia de tudo e que era um plano desde o inicio para dar uma lição no Toby.

Spencer começa a confiar demais na Mona, contando pra ela todos os seus problemas, com garotos, com a imã e com os pais. Até que uma revelação a deixa totalmente chocada (na verdade todos ficamos)!

Esse é um daqueles livros que te fazem realmente gostar de uma série. Mesmo com a minha dificuldade de lembrar qual parte da história é de qual livro da coleção, nunca me esqueço que essa GRANDE revelação é de Inacreditáveis! A leitura é brevemente melhor do que a dos outros livros da série, e eu super recomendo!

4 a

4 e

4 c

4 f

4 d

4 b